AML - Um pouco de História

Da cidade para o mundo

Complexo Habitacional das Lameiras - V. N. de Famalicão

1. Instituição Particular de Solidariedade Social - Pessoa Colectiva de Utilidade Pública

A AML - Associação de Moradores das Lameiras, é uma Instituição Particular de Solidariedade Social, com sede no Edifício das Lameiras – Rua da Associação de Moradores das Lameiras, na cidade de Famalicão, Freguesia de Antas, Concelho de Vila Nova de Famalicão. Foi fundada em 25 de Maio de 1984, depois dos seus Estatutos terem sido aprovados, previamente, numa Assembleia-geral de Moradores. Um resumo destes foi publicado no Diário da República n.º 144 – III Série de 23/06/84. Está registada como Instituição Particular de Solidariedade Social com o n.º 09/85 na Direcção Geral de Segurança Social. Os mesmos estatutos foram actualizados em 13 de Novembro de 2001 e publicitados (em resumo) no Diário da República n.º 14 – III Série de 17 de Janeiro de 2002 e registados definitivamente na Direcção Geral da Segurança Social, como Pessoa Colectiva de Utilidade Pública em 22 de Julho de 2002, Diário da República n.º 186 – III Série de 13 de Agosto de 2002.
Uma nova reformulação dos estatutos, que incluem alguns princípios da Missão Visão e Estratégia da AML e da sua politica da qualidade, foram aprovados em Assembleias-gerais de 22 de Outubro de 2007 e 17 de Março de 2008, respectivamente. O Registo desta nova reformulação foi efectuado na Direcção Geral da Segurança Social em 04/06/2008 - Diário da República, 2.ª Série - n.º 124 de 30 de Junho de 2008, mantendo o estatuto de Instituição Particular de Solidariedade Social, reconhecida como Pessoa Colectiva de Utilidade Pública.

2. Enquadramento – da Freguesia de Antas para a cidade de Vila Nova de Famalicão e para o mundo

A AML – Associação de Moradores das Lameiras, nasceu no Complexo Habitacional das Lameiras, na freguesia de Antas, cidade de Vila Nova de Famalicão, um quarteirão de que fazem parte 290 habitações sociais, 30 lojas comerciais, o “Espaço Social, Desportivo e Cultural da AML” e as antigas instalações do Centro Social e Comunitário da própria Associação, no rés-do-chão de dois blocos habitacionais, contíguos à rua da Associação de Moradores das Lameiras, com a frente voltada para o recinto com o mesmo nome. Este Centro passou a dispor de instalações definitivas em 2003, no topo norte da rua da Associação de Moradores das Lameiras e Avenida do Brasil. Naquele Complexo Habitacional, residem cerca de 1500 pessoas distribuídas por mais de 320 famílias dado que algumas delas coabitam na mesma habitação. A AML, não limita a sua acção apenas aos residentes daquele Aglomerado Habitacional, mas desenvolve uma actividade alargada de intervenção social, cultural e desportiva na cidade de Vila Nova de Famalicão, no Vale do Ave, no país e em intercâmbios com instituições de outros países.

3. Objectivos: – Promover a Solidariedade Social, Educação, Habitação, Saúde, Cultura e Desporto

A AML orienta a sua acção na promoção da solidariedade social, educação, habitação, saúde, cultura e desporto a partir da infância, juventude, família e terceira idade. Intervém na defesa dos interesses dos moradores das Lameiras e freguesia de Antas, à qual pertence. Como resposta às solicitações do meio, foi criando, ao longo dos anos, diversas infra-estruturas sociais para a promoção da Solidariedade Social, educação, cultura e desporto. Em Maio de 1985, inaugurou um Centro Social e Comunitário com as valências de Creche, Jardim, CATL e Centro de Estudos e Animação Juvenil. Actualmente (já em novas instalações), acolhe mais de 280 crianças e jovens. O Centro de Dia, Lar e Apoio Domiciliário para a terceira idade, presta apoio a cerca de 100 utentes. A sua acção alarga-se a sete dias por semana, prestando um trabalho complementar, nos apoios domiciliários, principalmente junto dos idosos que não têm família. Possui uma Biblioteca de pequena Comunidade, Centro Inforjovem, Actividades de ocupação dos Tempos Livres dos jovens e um Grupo Desportivo, fundado em 23 de Janeiro de 1985, com diversas modalidades, entre elas o Futebol de Salão, Andebol, Atletismo, Pesca Desportiva, entre outras. Com o objectivo de apoiar mulheres e crianças vítimas de violência Doméstica, possui dois apartamentos onde funciona a “Casa Abrigo” para Mulheres e crianças em "Situação de Emergência", aberta a todo o país.

4. Acção fundamental na criação de novas estruturas e bem-estar da população

A AML ao longo dos anos tem desenvolvido diversas acções junto de vários organismos oficiais, tendo em vista a melhoria da qualidade de vida dos residentes do Bairro das Lameiras e da população das zonas circundantes. Com estas acções recuperou, por sua iniciativa, em 1986 os pré-fabricados dos antigos estaleiros da empresa que construiu o Edifício das Lameiras para, nesse local, instalar diversas actividades culturais, recreativas e desportivas, com a finalidade de um bom aproveitamento dos tempos livres dos jovens residentes no meio. Conseguiu junto do Governo, a reabilitação do Edifício das Lameiras entre 1989 e 1990. As suas acções levaram a que se construísse uma nova escola primária para as crianças das Lameiras e zona nascente da cidade, inaugurada em 07/05/93 e um novo pavilhão municipal construído junto à Escola das Lameiras, inaugurado em 13/03/99. A reformulação do logradouro das Lameiras em 2002 foi outra das acções desenvolvida junto do IGAPHE, que não ficou totalmente concluída. Finalmente, a construção de novas instalações do Centro Social e Comunitário a funcionar desde Março de 2003 e inauguradas por Sua Ex. o Presidente da República, Dr. Jorge Sampaio, em 30 de Setembro do mesmo ano. Em Maio de 2004, assinou com a Câmara Municipal um Acordo de Colaboração para a gestão do Edifício das Lameiras, que permitiu uma série de intervenções a partir daquele ano e até ao presente, como: a reabilitação da zona envolvente do Edifício das Lameiras inaugurada em 09 de Julho de 2006; reformulação do Parque Infantil em Dezembro de 2006 e a criação do “Espaço Social, Desportivo e Cultural” inaugurado em 23 de Março de 2008, altura em que os moradores das Lameiras celebraram os 25 anos de residência daquele Complexo Habitacional. Estas obras vieram dar outra dignidade àquele espaço habitacional. Em 9 de Julho de 2009 inaugurou com a Câmara Municipal uma rampa de acesso, no topo norte da rua da Associação de moradores, facilitando deste modo a circulação de todas as pessoas, principalmente aquelas que têm dificuldades de locomoção. A AML tem tomado diversas posições sobre o trânsito na AV. Marechal Humberto Delgado, originando a promessa por parte da Câmara em construir uma passagem superior para peões.

5. Trabalho de voluntariado

Desenvolve um trabalho de voluntariado, em vários departamentos e secções, que vão desde os membros dos Corpos Gerentes, o Grupo Desportivo (GDAML), o Conselho de Moradores, constituído por 12 representantes de patamar, que funciona junto da Direcção como Órgão de consulta, a Secção Cultural, o Grupo TELA – Teatro Experimental das Lameiras, que tem percorrido o país com diversas actuações e o Boletim Cultural e Informativo fundado em 1977, que continua a ser publicado trimestral, até aos dias de hoje. Desenvolve ainda diversas acções de apoio aos mais carênciados do meio envolvente. A AML conta actualmente com várias equipas de voluntariado que totalizam cerca de 70 pessoas.

6. Gabinetes de Atendimento e Acompanhamento Social aos habitantes de Antas e Calendário

No âmbito da Comissão Social Inter-freguesias de Antas e Calendário, da Rede Social, foi criado, por Protocolo entre a AML e o CD-ISS de Braga, desde Setembro de 2004, um Gabinete de Atendimento e Acompanhamento Social aos habitantes das freguesias de Antas e Calendário. Este Gabinete funciona como extensão da própria Segurança Social no Edifício das Lameiras, para atendimento dos casos mais prementes das duas freguesias. O seu trabalho é complementado com um Gabinete Social a funcionar no mesmo Edifício para apoio à população local.

7. Respostas Sociais em funcionamento:

  • Berçários e Creches para 83 Crianças
    - Horário: 07,30 às 18,30 horas, com prolongamento até às 20,00horas.
  • Jardim-de-infância para 75 Crianças
     - Horário: 07,30 às 18,30 horas, com prolongamento até às 20,00 horas.
  • CATL – Centro de Actividades dos Tempos Livres para 140 Crianças e jovens que inclui o Centro de Estudos e Animação Juvenil (CEAJ) para adolescentes e jovens.
     - Horário: 07,30 às 19,30 horas, com prolongamento até às 20,00 horas.
  • Centro de Dia para Idosos para 30 idosos
     - Horário: 08,30 às 18,00 horas.
  • Lar para a terceira idade para 35 idosos
     - 24 horas por dia
  • Apoio Domiciliário para idosos para 40 utentes
     - Horário: conforme serviços contratualizados pelos utentes
  • Gabinete de Atendimento e Acompanhamento Social
    - Horário: 09,30 às 19,00 horas.
  • “Casa de Abrigo” para acolhimento de mulheres e crianças vítimas de violência doméstica para doze utentes
     -24 horas por dia


8. Investimento na qualidade e certificação:

Em Agosto de 2007 concluiu a implementação de um Sistema de Gestão de Qualidade (SGQ) nas respostas sociais de SAD – Serviços de Apoio Domiciliário a Idosos e CATL – Centro de Actividades dos Tempos Livres, que implicaram a Cozinha, Lavandaria, copas e gestão. Este sistema permitiu certificar, segundo as normas da Segurança Social e da ISO 9001:2000 as respostas sociais referidas e avançar para a certificação de todas as outras alojadas no Centro Social das Lameiras, tendo concluido a certificação em 11/07/2008 com a atribuição do respectivo certificado pela a APCER, das respostas sociais de: Creche (Nursery); Pré-escolar (Preschool); Centro de Actividades dos Tempos Livres (CATL) (Children Free-time Activities Center); Centro de Dia para Idosos (Day Center for Senior People); Lar para Idosos (Senior People Residence); Serviço de Apoio Domiciliário a idosos (SAD) (Home Care for Senior People).

9. Novos investimentos

Em finais de Abril de 2009 adjudicou, com o apoio do Programa PARES II da Segurança Social, a conclusão do Lar de Idosos, que passou de 26 para 35 camas e a construção de uma nova creche para mais 33 crianças, obra concluída em Janeiro de 2010. Em Abril de 2010 adjudicou a construção de mais três salas de actividades para idosos, que juntamente com as obras já concluídas foram inauguradas em 24 de Setembro daquele ano. Em 2012 implementou um projecto no Edifício das Lameiras denominado de ecobairro, integrado no parque da Devesa, que tem como objectivo tornar aquele espaço habitacional num local de boas práticas sobre o ambiente, a começar na separação de resíduos e  na poupança de energia e a concluir com outras estruturas que fortaleçam a qualidade de vida dos residentes. 

10 . Presidentes da Direcção desde a fundação da AML em 1984

1.º Eduardo Carlos Ramos Saraiva
(Presidente da Comissão de Gestão 20/02/84 a 23/07/84 e Presidente da Direcção de 24/07/84 a 25/07/85)

2º José Maria Carneiro da Costa
(Presidente da Direcção de 25/07/85 a 08/01/88 e de 25/07/93 a 11/01/98)

3º Benício Rodrigues Cardoso e Monteiro
(Presidente da Direcção de 09/01/88 a 11/01/92)

4º José Vidal
(Presidente da Direcção de 12/01/92 a 24/07/93)

5º Jorge Manuel Ribeiro Faria
(Presidente da Direcção desde 12/01/98)

11. Conclusão

Nos seus 31 anos de existência,  a celebrar no 25 de Maio de 2015, esta Associação criou 86 novos postos de trabalho efectivo e tem avençados  serviços com outros dez profissionais qualificados em regime de par-time, contribuindo deste modo para combater o desemprego nesta região e reforçar a economia social. Aqui fica um resumo da história da Associação de Moradores das Lameiras que há muito tempo deixou de ser uma simples colectividade de bairro, para se tornar numa instituição que apostou no Desenvolvimento Social, na Criatividade, na ecologia e na Inovação Social.
Ao serviço da Comunidade desde 1984.

Actualizado em 04 de março de 2015

Centro Social das Lameiras presta serviços educativos e sociais de qualidade

Subscrever newsletter

As novidades da AML na sua caixa de correio.



BoletimBoletim cultural e informativo

Ler online »