Idosos visitaram museu Ferroviário

Foi possível entrar nas carruagens, sentar nos bancos, abrir as janelas, enfim, até sentir o cheiro característico dos comboios

25 de novembro de 2008
Foto para mais tarde recordar

Um grupo de 25 idosos do Lar e Centro de Dia da Associação de Moradores das Lameiras, visitaram no passado dia 25 de Novembro o Museu Ferroviário de Lousado. Transportados nas viaturas da instituição até à estação de Vila Nova de Famalicão, o percurso foi feito num dos modernos comboios eléctricos que circulam na linha do Minho até Lousado. Chegados ao local dirigiram-se para o Museu Ferroviário que se situa na confluência da linha do Minho e linha de Guimarães onde foram recebidos por um responsável do Museu, começando com um breve descrição sobre aquele local. Seguiu-se a visita e logo se verificou que algumas das peças expostas eram familiares para a maior parte dos seniores, pois recordavam os “velhos tempos”, onde ainda usufruíram das antigas, agora velhinhas, locomotivas a vapor.

Foi possível entrar nas carruagens, sentar nos bancos, abrir as janelas, enfim, até sentir o cheiro característico dos comboios, uma vez que a maior parte dos participantes não gozava de uma viagem de comboio há vários anos. Desta forma, os seniores tiveram uma oportunidade de recordar o passado, de reviver os tempos onde a vida era activa, dos passeios que faziam quando os filhos ainda eram pequenos, e outros que utilizavam o comboio para se deslocarem para os seus empregos. Tudo isto contribuiu para o desenvolvimento integral dos idosos, e acima de tudo, valorizar os seus conhecimentos, ao transmitirem às gerações mais novas (neste caso às funcionárias e estagiárias que os acompanharam) o seu legado mais valioso que é o saber. O regresso foi feito novamente de comboio, onde conviveram com outros utilizadores dessa linha, e nem o frio e o vento que se fez sentir à saída, os fez ficar menos satisfeitos. Ficou a promessa de repetir.

Adicionar comentário

Subscrever newsletter

As novidades da AML na sua caixa de correio.



BoletimBoletim cultural e informativo

Ler online »