Milhares de Pessoas na Festa Popular

Alegria, cor, partilha, ternura, sabores e divertimento

23 de julho de 2010
Milhares de pessoas concentraram-se no recinto do Complexo Habitacional das Lameiras, em Vila Nova de Famalicão, para participarem e assistirem à Festa Popular de Encerramento das Actividades Lectivas.

Pelo palco desfilaram centenas de crianças e alguns idosos, que frequentam as diferentes respostas sociais, que a Associação de Moradores das Lameiras (AML) disponibiliza à população da cidade e freguesias circunvizinhas, através do Centro Social das Lameiras. Para Jorge Faria, presidente da Direcção da AML, esta festa encerra um ciclo de três anos, que tiveram como lema: “construir a igualdade, promover a diversidade, por isso fizemos questão que esta Festa Popular tivesse lugar no recinto deste Complexo Habitacional, onde a AML nasceu há 26 anos, acrescentou Jorge Faria. Referiu ainda, “que naquele momento, representa um convívio intergeracional junto da população residente, dos pais, encarregados de educação, familiares das nossas crianças e idosos”, acrescentando: “queremos que todos se mantenham unidos sobretudo nos momentos difíceis como o que estamos a viver, procurando encontrar novas respostas que façam emergir novos desafios sociais”, acrescentou. Por fim, ainda antes de entregar os diplomas aos finalistas, agradeceu com carinho aos mais pequeninos, aos mais crescidos, aos jovens, idosos, pessoal docente e auxiliar, à população e a todos os que tornaram possível aquela Festa Popular.

 

A “Prata da Casa” preencheu a primeira parte da festa”

A primeira parte da Festa foi preenchida com a “Prata da Casa”, a começar pelos idosos das valências de Lar e Centro de Dia, que tiveram um desempenho assinalável com a interpretação de danças coreografia com temas da actualidade, que o público muito aplaudiu. Depois, foi a vez das crianças da sala dos 12 aos 24 meses da creche aparecerem em público para a sua primeira actuação numa Festa de Encerramento das Actividades, interpretando uma coreografia musicada muito bonita, que fez vibrar os presentes, enquanto os pais procuravam registar com as suas máquinas fotográficas e de filmar aquele acontecimento histórico que ficará guardado para sempre nos seus corações. A sala dos dois anos (já com mais experiência), com as crianças vestidas a rigor, apresentou uma representação intitulada “O Autocarro”. Depois, foi a vez dos primeiros, segundos e terceiros anos do CATL apresentarem diversas músicas coreografadas, seguindo-se a sala dos três anos com a canção “Mexe, mexe”, a sala dos cinco anos e o Centro de Estudos e Animação Juvenil, a sala dos quatro anos do pré-escolar, a turma do inglês, os finalistas das valência infanto-juvenis, desde os que iram passar da creche para o pré-escolar, os que terminam o pré-escolar e vão para a escola e CATL. Por fim aqueles que vão prosseguir os estudos noutros locais. Todos receberam das mãos de Jorge Faria os seus diplomas para mais tarde recordarem.

 

A “Festa dos Sabores”, acompanhou o desenrolar da Festa Popular

A Segunda parte da Festa Popular foi preenchida com a “Festa dos Sabores”, onde não faltou a sardinha assada, febras e frango grelhados, bifanas e caldo verde, entre outras iguarias próprias das festas populares. Enquanto uns optaram por ocupar as mesas instaladas pela AML no recinto das Lameiras, outros preferiram o aconchego da sua habitação ou as galerias que dão acesso às habitações, acompanhando, ao mesmo tempo, o desenrolar das actividades festivas no recinto, como se estivessem numa bancada.

 

Grupo Musical “Ramo de Oliveira” animou a terceira parte do Festa popular

Entretanto o recinto foi iluminado com um colorido de arraial popular, na mesma altura entrava em palco o grupo musical “Ramo de Oliveira” de Santa Maria de Oliveira. O público foi presenteado com músicas populares bem conhecidas, que originaram mesmo um “pezinho” de dança de alguns dos presentes que não resistiram àquela sensação. A apresentadora Carla Faria, não deixou os seus créditos por mãos alheias, tendo dado um contributo importante, fazendo o devido enquadramento de cada uma das representações. Esta Festa Popular teve o apoio do Município de Famalicão (Pelouro da habitação e juventude), da Fundação INATEL e alguns fornecedores do Centro Social das Lameiras.

Adicionar comentário

Subscrever newsletter

As novidades da AML na sua caixa de correio.



BoletimBoletim cultural e informativo

Ler online »