O primeiro dia de um novo ano

1 de setembro de 2010
As brincadeiras marcaram o primeiro dia
Faltavam dez minutos para as sete e meia da manhã, os primeiros grupos de crianças acompanhadas de seus pais já esperavam que as portas do Centro Social das Lameiras se abrissem para, daquele modo, dar lugar à abertura oficial do ano lectivo de 2010/2011.
Duas ruas dão acesso a esta Instituição Particular de Solidariedade Social, a rua da Associação de Moradores das Lameiras, pela parte sul (entrada principal) e a Avenida do Brasil, pela parte norte (entrada secundária). A partir daquele momento estava iniciado mais um ano lectivo. Para muitas crianças era o primeiro dia de uma nova experiencia no seu crescimento, para outras foi o regresso após um período de férias. Enquanto as primeiras procuravam encontrar novos amigos e explorar novos espaços, as segundas corriam para as salas a fim de reaver as sensações deixadas antes da partida para férias e experimentar os novos meios da brincadeira animada.

Este é um dia marcante para as crianças, para os seus progenitores e para a Associação de Moradores das Lameiras, que tudo tem feito para que as respostas sociais de que dispõe, prestem serviços educativos e sociais de qualidade. A prová-lo está a recente renovação da certificação, por mais três anos (até 06 de Agosto de 2013), comprovada por auditores qualificados da APCER, na base da norma internacional ISO 9001:2008, para as respostas sociais que funcionam no Centro Social das Lameiras.

No dia que antecedeu esta abertura, centenas de pais e encarregados de educação das respostas sociais infanto-juvenis estiveram reunidos com o pessoal docente e a Direcção da Associação de Moradores das Lameiras para prepararem, em conjunto, a abertura do novo ano lectivo. Na altura, Jorge Faria, Presidente da AML congratulou-se com tão elevado número de pais e deu as boas vindas, “principalmente àqueles que estão connosco pela primeira vez”, acrescentando: “a vossa presença estimula-nos e revela-nos que o crescimento e a educação dos vossos filhos é algo de muito importante. Também é para este fim que o Centro Social das Lameiras existe, com a sua Direcção e os seus funcionários”. Depois apresentou o novo nutricionista da instituição e o corpo docente. Seguiram-se reuniões sectoriais, por resposta social, com o objectivo de estabelecer o diálogo entre pais e educadores, procurando interagir na cumplicidade e na ternura de educar e ajudar a crescer os mais novos.

O Centro Social das Lameiras, através da Associação de Moradores das Lameiras tem protocolos estabelecidos com a Segurança Social e o Ministério da Educação para a área infanto-juvenil, acolhendo actualmente 50 crianças em Berçário/Creche, 75 no pré-escolar e 160 em CATL.

Adicionar comentário

Subscrever newsletter

As novidades da AML na sua caixa de correio.



BoletimBoletim cultural e informativo

Ler online »