Festa das castanhas em dia de S. Martinho

11 de novembro de 2010
Os "mais experientes" trocaram um pesinho de dança
As comemorações do Dia de S. Martinho foram preenchidas de diversos modos, com festa ao gosto de todos, desde os mais pequeninos da creche, passando pelo pré-escolar, centro de actividades dos tempos Livres (CATL), serviços de apoio domiciliário, centro de dia e lar de idosos, cada resposta social, à sua maneira e depois todas em conjunto, tiveram como prato forte as castanhas.
O parque de jogos do Centro Social das Lameiras serviu para fazer a tradicional fogueira e a consequente pintura das caras com carvão que sobrou. Foi um dia em cheio: foram declamados poemas, apresentados os resultados de pesquisas sobre as festividades do dia e o significado da castanha, bem como as suas características na alimentação humana. O dia terminou com danças e cantares por parte das pessoas mais idosas e muitas caras enchurracadas nos mais jovens e no pessoal docente e auxiliar. Aqui ficam algumas das quadras que os mais novos descobriram de outros tempos:
«Castanhas, castanhas, que boas que elas são. Quentinhas, quentinhas, fazem bem ao coração»;
«No dia de S. Martinho, toda a gente sai para beber um copinho e lembrar o rico S. Martinho»;
«É dia de S. Martinho, é o gosto das castanhas, em vez de sol há chuva, é Outono ninguém estranha»

Adicionar comentário

Subscrever newsletter

As novidades da AML na sua caixa de correio.



BoletimBoletim cultural e informativo

Ler online »