Relatório e contas de 2017 aprovados por unanimidade

27 de março de 2018
A Assembleia-geral da Associação de Moradores das Lameiras, reunida nas instalações do Centro Social no passado dia 26 de março, aprovou por unanimidade o Relatório e Contas do Exercício de 2017.
O Relatório apresentado pela direção, na pessoa do seu presidente Jorge Faria, demonstra a concretização do trabalho planeado, que teve como objetivo central «Sempre a Cuidar de ti», tendo ultrapassado largamente a programação programada, respondendo deste modo aos desafios vividos pelas famílias.
O relatório geral do programa de ação relativo a 2017, procura de forma sintética, espelhar tudo aquilo que cada uma das respostas sociais faz emergir para a comunidade envolvente, com serviços bem definidos que puderam ser desfrutados por todos aqueles que deles necessitaram.
Todas as fases da vida humana foram contempladas
Para Jorge Faria, presidente da direção, «todas as fases da vida humana foram contempladas no trabalho realizado, fazendo com que a intergeracionalidade fosse sempre uma constante. Os mais novos tiveram a possibilidade de recorrer, muitas vezes, às pessoas mais idosas para ouvir contar histórias de vida, preocupações, anseios, alegrias e vivências; autênticos relatos de vida que se transformaram em crónicas, que transmitiram sabedoria e novos ensinamentos. Neste dar e receber, a educação ao longo da vida foi assimilada e projetada para além da aprendizagem escolar. A participação ativa das pessoas idosas no programa mencionado ajudou a revigorar memórias, a consolidar afetos e a projetar novas dinâmicas num cuidar permanente do outro e dos outros», concluiu.
O cuidar estendeu-se também às outras atividades que a Associação de Moradores das Lameiras desenvolveu, através do projeto em curso Eurobairro do programa Escolhas gerido pela PASEC – Plataforma de Animadores Socioeducativos e Culturais, pelo desporto, pela ocupação dos tempos livres e o cuidado necessário com a área envolvente do espaço habitacional e também social das Lameiras.
Contas no limite
As contas aprovadas da gerência de 2017 revelam que as despesas totais da AML atingiram um valor de 1.804.734,75€, enquanto os rendimentos foram de 1.809.971,47 €, tendo fechado o ano com um resultado líquido de 5.236,72€. As contas, embora positivas, revelam que a AML está a trabalhar no limite e requer uma gestão apertada.
O relatório aprovado foi elaborado a partir dos diferentes setores que tiveram em conta, o modo como cada resposta social, concretizou os seus objetivos e as dinâmicas propostas. Estes tiveram, na sua génese, a preciosa participação das comunidades envolventes, utentes, familiares, funcionários, associados e dirigentes desta Associação.

Adicionar comentário

Subscrever newsletter

As novidades da AML na sua caixa de correio.



BoletimBoletim cultural e informativo

Ler online »