Obras de requalificação da zona envolvente às Lameiras inauguradas

Edifício das Lameiras ficou mais bonito

11 de julho de 2006
Presidente da AML, Jorge Faria e o Presidente da Câmara, Armindo Costa com a população das Lameiras

"O centro da cidade de Famalicão tem agora uma imagem mais bonita e mais agradável, que beneficia quem aqui vive, trabalha, ou simplesmente quem por aqui passa." Foi desta forma que o presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, Armindo Costa inaugurou, no passado dia 9 de Julho, as obras de requalificação urbanística da zona envolvente ao Edifício das Lameiras, no centro da cidade. Inserida nas comemorações do Dia da Cidade, a inauguração destas obras significa, segundo Armindo Costa, "um enorme passo dado na melhoria da qualidade de vida dos famalicenses, que habitam nesta zona da cidade”. De acordo com o autarca, estas intervenções "beneficiam o comércio tradicional aqui instalado, renovando as condições de funcionalidade e competitividade".

As obras agora inauguradas, efectuadas ao abrigo do programa municipal “Mudar de Casa, Mudar de Vida”, em redor do Edifício das Lameiras, atingiram um investimento municipal de cerca de 300 mil euros e implicaram, para além da colocação da iluminação, a redefinição das zonas de estacionamento, a criação de zonas verdes e a ampliação das áreas destinadas aos peões. A colocação de novos e modernos candeeiros, desenhados pelo arquitecto Siza Vieira, foi um dos destaques desta intervenção, tendo contribuído sobremaneira para o embelezamento desta artéria central da cidade famalicense.

O presidente da Direcção da Associação de Moradores das Lameiras, Jorge Faria, mostrou-se muito satisfeito pelas obras executadas e lembrou que ao melhorar a imagem deste complexo habitacional, a Câmara Municipal está também a melhorar a imagem da cidade. O responsável referiu que, com esta intervenção, as pessoas que aqui habitam sentem ainda mais orgulho em viver em Famalicão e em serem famalicenses. Mas há ainda outras intervenções que são necessárias, referiu Jorge Faria aos jornalistas, como a recuperação das antigas instalações do Centro Social, que receberão parte das actividades juvenis actualmente a funcionarem, em condições precárias, nos velhos pré-fabricados situados ao lado do Edifício das Lameiras e que depois destas obras são um atentado à paisagem urbanística.

Armindo Costa aproveitou ainda a oportunidade para lembrar o projecto para a requalificação de toda a Avenida Marechal Humberto Delgado, (onde se encontram os pré-fabricados das Lameiras) que actualmente está a ser repavimentada pelo Instituto de Estradas de Portugal. A intervenção ao nível dos passeios está para breve e tem por objectivo resolver diversos problemas existentes, como o estacionamento e a falta de espaços pedonais. Neste contexto, serão definidas novas zonas de estacionamento conforme as necessidades e as possibilidades locais, serão aumentadas as áreas de estadia e de percurso pedonal e definidos novos espaços verdes.

Adicionar comentário

Subscrever newsletter

As novidades da AML na sua caixa de correio.



BoletimBoletim cultural e informativo

Ler online »