Relatório e contas de 2007 aprovados por unanimidade

Destaque para a certificação do CATL e Apoio Domiciliário a idosos

18 de março de 2008
Aspecto da Assembleia-geral da AML

A Assembleia Geral da Associação de Moradores das Lameiras aprovou, no passado dia 17 de Março de 2008, por unanimidade, o relatório e contas de 2007, com resultados positivos, quer nas actividades realizadas quer nas contas do exercício, que ultrapassaram um milhão e quinhentos mil euros. A Dívida para com a CGD foi reduzida de 190 para 160 mil euros. A AML gere dois importantes complexos: um habitacional (Edifício das Lameiras) e outro social (Centro Social das Lameiras). O primeiro com 290 casas e cerca de 1400 residentes e o segundo com cerca de 400 utentes/clientes beneficiários das diferentes respostas sociais. Dispõe de um quadro de pessoal qualificado com 70 trabalhadores e várias dezenas de voluntários.

Para Jorge Faria, Presidente da Direcção, “o ano de 2007 ficou marcado com a certificação, pela APCER, de duas respostas sociais – os Serviços de Apoio Domiciliário a Idosos (SAD) e o Centro de Actividades dos Tempos Livres (CATL), segundo as normas da Segurança Social e da norma internacional ISO 9001:2000, tendo prosseguido a extensão do Sistema de Gestão da Qualidade a todo o Centro Social, que espera a sua conclusão para o fim de Maio de 2008. O relatório de actividades aprovado descreve uma série de iniciativas desenvolvidas nos diversos sectores da Instituição, que tem em funcionamento um conjunto de respostas sociais abrangentes para todas as idades da pessoa humana, com base num projecto educativo participativo a começar nos mais pequeninos do Berçário/Creche passando pelo Jardim-de-infância e os mais crescidos do CATL, pelo envolvimento das famílias, a participação dos idosos em Centro de Dia, Apoio Domiciliário e Lar. Paralelamente, a “Casa Abrigo”, para mulheres e crianças vítimas de violência doméstica, onde se procurou dar respostas às situações de “emergência” que tal realidade provoca na vida destas vítimas inocentes. 

No relatório apresentado com cerca de 37 páginas, estão descritas todas as actividades da AML no decorrer de 2007. De realçar o trabalho desenvolvido pelos Gabinetes de Atendimento e Acompanhamento Social às freguesias de Antas e Calendário, da responsabilidade da AML, onde constam 735 processos referentes a famílias que necessitaram daqueles serviços, sendo 218 do Rendimento Social de Inserção e 517 processos de Acção Social. O trabalho de voluntariado também é referido, com mais adesão nas actividades culturais e desportivas. No que diz respeito à Gestão Habitacional, protocolada com a Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, das 290 casas das Lameiras, 15 lojas comerciais e o espaço social, desportivo e cultural da AML, os resultados são francamente positivos, já que permitiu uma série de intervenções no interior das habitações e no exterior do Edifício. As mais relevantes foram: a conclusão da impermeabilização dos patamares, a substituição de um número elevado de canalizações do abastecimento de água ao domicílio, o início da substituição das “lajetas” nos beirais dos patamares, que se encontravam deterioradas com perigo de queda e a melhoria da limpeza dos espaços comuns. 

Procedeu-se a uma reorganização do Centro de Actividades dos Tempos Livres (CATL), com oferta de novas actividades para crianças, adolescentes e jovens e apoio às famílias com horários de funcionamento mais alargados. Apesar da situação de instabilidade, motivada pelos horários escolares, o CATL viu o número de crianças inscritas aumentar. As parcerias da AML com outras instituições também não foram esquecidas como: o projecto Equalidade que entrou na acção 3 e a Rede Social, entre outros. O Plano delineado para 2007 foi além da programação inicial. Deste modo, demos o nosso contributo para uma cidadania mais activa a partir da infância, juventude, família e terceira idade, num convívio permanente intergeracional”, concluiu Jorge Faria. 

A AML faz parte, ou participa, em várias organizações como a CNIS, UDIPS de Braga, CNASTI, INATEL, AFSAF, CPP de Antas, Rede “Construir Juntos”, Rede Social, REAPN, Projecto Equalidade, CNOP, PROFIT, GTTC e Conselho Municipal da Juventude.
O relatório não esquece a Comunicação, fazendo referência a dois importantes meios, entre eles o Boletim Cultural e Informativo, que se “tem tornado, cada vez mais, num meio de comunicação interna e externa” e o Sítio da AML na Internet www.amlameiras.pt , que em 2007 foi visitado por 21.375 internautas.

Adicionar comentário

Subscrever newsletter

As novidades da AML na sua caixa de correio.



BoletimBoletim cultural e informativo

Ler online »