AML celebrou com festa 21 anos apresentando novos serviços

27 de maio de 2005
Entidades que participaram na inauguração da nova viatura

A AML – Associação de Moradores das Lameiras, comemorou no passado dia 25 de Maio o seu XXI Aniversário. Neste dia decorreram diversas actividades desportivas e infanto-juvenis, no recinto das Lameiras. Ao fim da tarde, na presença do Presidente da Câmara de Famalicão, Arq. Armindo Costa, dos Presidentes dos Clubes Rotários e Lions de Vila Nova de Famalicão Eng.º Jorge Gonçalves e Dr. Joaquim Vieira, respectivamente, do Pároco de Antas, Pe. António Oliveira, dos presidentes da Mesa da Assembleia Geral, José Maria Costa, da Direcção, Jorge Faria e do Conselho Fiscal, Américo Rodrigues e restantes Órgãos Sociais da Associação de Moradores das Lameiras, utentes do Centro Social e Comunitário e população das Lameiras foi inaugurada e benzida uma nova viatura destinada ao “Serviço de Apoio Domiciliário a Idosos”, na cidade de Famalicão. Esta nova viatura foi custeada em cerca de 50% pelos Rotários e Lions de Famalicão e o restante por verbas próprias da AML e ajuda de um empresário amigo. Depois, foram cantados os parabéns à AML pelas crianças e adultos presentes, seguindo-se a distribuição do bolo de aniversário e bebidas a todos os presentes.

À noite, pelas 21 horas, o Auditório da Fundação Cupertino de Miranda encheu, para dar lugar à realização do IX SARAU CULTURAL da AML, este ano dedicado às crianças. Contou com exibição de RAGGA JAM de Cátia Oliveira (Porto). Depois, seguiu-se a apresentação de um “Mini-Chuva de Estrelas”, onde intervieram um dueto constituído por Diogo Silva de 9 anos e Alexandre Gomes de 10 anos. Posteriormente actuaram: Hugo Soares de 8 anos; Soraia Silva de 9 anos; Paulo Mendes de 8 anos e Liliana Miranda de 8 anos. Seguiu-se a actuação de outro dueto constituído por Mónica Guincho de 8 anos e Tibério Cardoso de 9 anos e, finalmente, um terceiro dueto constituído por Ana Filipa e Clara Rafaela as duas de 8 anos. Este último dueto acabou por arrecadar o primeiro prémio do Júri, enquanto os restantes foram todos classificados exequo com o segundo prémio. O Júri foi constituído por: Dr. Jorge Paulo Oliveira (Câmara), Dr. Sá da Costa (Casa da Cultura), Cátia Oliveira (Porto), Duarte Coutinho (Famalicão) e Prof. Henrique Zamith (Casa da Música de Famalicão). Enquanto o Júri analisou o conjunto de actuações, Sérgio Adriano, conhecido pelo nome artístico de  “COSTINHA” e que teve toda a coordenação do “Mini-Chuva de Estrelas” fez a sua actuação em conjunto com as crianças da sala da Música do ATL, apresentando diversas canções populares que o público aplaudiu. Depois, entrou em palco o Grupo de teatro “TIN’BRA”, Teatro Infantil de Braga, com a peça "A Etiqueta", que teve o mérito de concentrar todas as atenções dos presentes no palco. No final, o Dr. Handel Oliveira, delegado do INATEL, ofereceu a medalha do Instituto ao grupo. A apresentação do IX Sarau Cultural esteve a cargo de Denise Camposinhos, coordenadora do grupo TELA da Associação de Moradores das Lameiras.

No início do Sarau Cultural, o Presidente da Direcção, Jorge Faria, fez uma curta intervenção para referir que: “Fazer anos é sempre sinal de crescimento, mesmo quando se atinge os 21 anos. Crescimento, para esta Associação não significa apenas crescer em estatura, mas crescer em valores e serviço aos outros, principalmente daqueles que mais precisam. São estes os grandes objectivos pelos quais temos norteado toda a vida desta Instituição”. Depois, fez referência ao Plano de Acção e Actividades para este ano que, segundo afirmou: “consagrou este princípio ao definir como grande objectivo “Crescer com os outros – amar a natureza”, porque o relacionamento com os outros, na diferença, nos estados de vida, nas realidades laborais e habitacionais, provam que a cidadania e preservação do meio ambiente estão intimamente ligadas. Se queremos melhorar a nossa qualidade de vida teremos que ter em atenção estes princípios”, referiu. Recordou que “foi neste dia há 21 anos que 18 Moradores assinaram a escritura pública de constituição desta Associação. Também foi neste dia, que há 20 anos o nosso Centro Social e Comunitário foi inaugurado, no rés-do-chão do Edifício das Lameiras, hoje felizmente já em novas instalações desde 2003. Daí, ao celebrar este acontecimento, com o retomar dos Saraus Culturais, interrompida o ano passado devido a uma série de eventos que ocorreram na altura das celebrações dos 20 anos”. Depois, disse que o IX Sarau Cultural daquela noite seria diferente, porque as crianças iriam ser as protagonistas. “Elas fazem parte do nosso coração. Com as crianças tudo é tolerado, tudo é desculpado e mesmo quando se enganam ninguém leva a mal”, rematou. Recordou ainda a iniciativa ocorrida durante a tarde no recinto das Lameiras, com a inauguração de mais uma viatura que irá estar ao serviço do apoio domiciliário a idosos. A partir de agora, segundo referiu, “a capacidade da AML em servir este sector da população irá aumentar em quantidade e qualidade”. Terminou recordando “todos aqueles que ao longo destes vinte e um anos, sobretudo dirigentes que nos antecederam, funcionários, entidades e todos os que têm colaborado com esta Associação” para agradecer todo o empenhamento e colaboração prestada. Referiu ainda os apoios obtidos para a realização destes inventos: Câmara Municipal, Fundação Cupertino de Miranda, INATEL, Padaria Jesus (Lousado) e Florista Amélia (SHOPPING TOWN).

Adicionar comentário

Subscrever newsletter

As novidades da AML na sua caixa de correio.



BoletimBoletim cultural e informativo

Ler online »