AML “juntos para sonhar” e juntos para concretizar, Assembleia Geral unânime e com voto de louvor.

24 de junho de 2020
AML “juntos para sonhar” e juntos para concretizar, Assembleia Geral unânime e com voto de louvor.
“Findo o ano de 2019 é possível afirmar que foi atingido o objetivo, estivemos “juntos para sonhar” e mais do que isso, estivemos juntos para concretizar.”

Reunida no passado dia 15 de junho, a Assembleia-geral da AML – Associação de Moradores das Lameiras aprovou por unanimidade o relatório de atividades e as contas do exercício do ano de 2019, no valor de um milhão, oitocentos e noventa e nove mil euros. Tendo sido proposto pelo conselho fiscal, e aprovado pelos presentes, um voto de louvor à direção pelo trabalho desenvolvido. Jorge Faria, presidente da direção refere que “findo o ano de 2019 é possível afirmar que foi atingido o objetivo, estivemos “juntos para sonhar” e mais do que isso, estivemos juntos para concretizar”, como reflete o relatório em cada uma das áreas de ação da AML. O relatório e contas aprovadas é resultado da junção de sinergias, envolvendo todas as partes interessadas da instituição num programa dinâmico e claro para as diferentes respostas sociais. 
O presidente da AML salienta, que "em 2018 a Associação de Moradores das Lameiras iniciou um caminho, de dar vida aos sonhos de todos os que passam pela AML. Neste ano de 2019, depois de já todos identificarem os seus sonhos, decidimos juntar-nos e sonhar juntos como se um sonho universal se tratasse.". Com equipas que idealizaram a melhor forma de tornar real os sonhos, estes tornaram-se realidade dentro de um coletivo constituído por crianças, adultos, idosos, adolescentes, pais, tios, avós, irmãos, amigos ou até mesmo fornecedores ou comunidade envolvente.
Em 2019 deu-se continuidade ao trabalho efetuado no ano anterior realizando momentos únicos entre as diferentes gerações. A cada ano cimenta-se mais a unificação dos setores, infantil e de idosos, no que toca ao preparar e concretizar as atividades. Com o mote “juntos para sonhar”, os mais de 2000 utentes, a quem a AML dá resposta, entre eles crianças, adolescentes, adultos e idosos, das diferentes valências, desde a creche, pré-escolar, CATL, ERPI, SAD, gabinetes sociais, Casa Abrigo e Setor de Formação, juntaram-se para concretizar os sonhos trazem consigo, tornando o caminho mais leve e fácil, com a retaguarda dos colaboradores, voluntários e corpos gerentes da AML.
O ano de 2019 ficou marcado por diversas ações nas mais variadas áreas, desde a cultura, desporto, animação e outras. Na apresentação do relatório, Jorge Faria destacou o reconhecimento nacional das pinturas nas torres do Edifício das Lameiras, uma parceria com a Casa ao Lado e o Município de Famalicão, o campeonato de futsal concelhio (AFSA) e a taça intermunicipal ganhos pela equipa de veteranos. Tendo salientado outras atividades como: 36º aniversário das Lameiras; distribuição do “Pão de Santo António”; Aniversário dos 35 anos da AML; Aulas de informáticas semanais no edifício; Festas de Natal; Pequenas peças de teatro nas Lameiras em parceria com ACE; Concurso “A minha árvore de natal sustentável 2019”; e representação institucional pelos corpos gerentes em diversos órgãos concelhios/distritais tendo ao longo do ano de 2019 integrado como membro ativo várias estruturas e órgãos (CPCJ, CLAS, CNIS, CNASTI, UDIPSS-BRAGA, CSIFAU, entre outros.)

Jorge Faria destacou o “facto de não ter havido nenhum caso diagnosticado de COVID 19 nos utentes, e que isso se deve aos colaboradores, à direção, aos utentes e respetivos familiares dos utentes, no cumprimento das medidas que vão sendo propostas pela direção geral de saúde, e nas adaptações orgânicas que a instituição vai realizando”. Agradeceu, também, “o apoio de inúmeras empresas e pessoas individuais, que têm ajudado a AML no que concerne aos equipamentos de proteção individual, que fazem uma enorme diferença para a instituição”. A finalizar alertou que “não podemos embandeirar em arco, nem baixar guarda, pois a “batalha” ainda não terminou, e todos devem zelar uns pelos outros, só assim vamos ultrapassar isto e ter a força necessária para nos reerguermos”, pedindo aos presentes que “tenham em mente aqueles que estiveram, sempre, na linha da frente, como foi o caso dos colaboradores da AML, que vivem este problema diariamente e que nunca desistiram”. A assembleia-geral findou com um ovação de pé, de todos os presentes, aos colaboradores, dirigentes e voluntários da AML que durante estes meses estiverem no terreno.
 

Adicionar comentário

Subscrever newsletter

As novidades da AML na sua caixa de correio.



BoletimBoletim cultural e informativo

Ler online »